ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

Regras de uso das academias em condomínios

Salas de ginástica em condomínios têm sido um espaço cada vez mais utilizado pelos moradores. Boa parte dos novos empreendimentos já oferecem este benefício.

Para isso, entretanto, são necessários alguns cuidados, principalmente, na compra dos equipamentos e na escolha do espaço onde funcionará a academia.

Em São Paulo, onde existem cerca de 28 mil condomínios, estima-se que apenas 10% possuam salas de ginástica com equipamentos.

Se pensar que esse espaço pode atrair moradores e valorizar o condomínio, já que se trata de um diferencial, vale a pena avaliar a questão.

Isso porque, a falta de supervisão efetiva na academia do condomínio ou, ainda, em outros espaços de uso coletivos como a piscina e salão de festas, por exemplo, pode acarretar no uso indevido das áreas comuns. Além de ocasionar conflitos entre vizinhos e sérios incidentes que podem, até mesmo, gerar ações contra o condomínio.

Por esses motivos, torna-se essencial estabelecer regras e manter uma manutenção frequente, reduzindo o risco de acidentes e evitando que os equipamentos estraguem.

Regras e manutenção da academia em condomínio

Garantir a proteção em áreas comuns do prédio está entre as atribuições do síndico, que deve assegurar que a academia do condomínio seja utilizada com responsabilidade pelos moradores e devidamente monitorada pelos funcionários.

Confira a seguir as medidas que devem ser adotadas para o bom funcionamento da academia em condomínio.

Elabore um regulamento para uso da academia em condomínio

Assim como qualquer área comum, o síndico deve regulamentar o uso da academia em condomínio. O primeiro passo é convocar uma assembleia para definir as regras para utilização do espaço, que inclui: horário de funcionamento, normas de uso dos equipamentos, responsabilidade dos pais em caso de utilização do espaço por crianças ou adolescentes e orientação aos funcionários do condomínio sobre como devem agir em caso de acidentes ou irregularidades.

As regras devem ser definidas em assembleia e, preferencialmente, registradas no Regimento Interno do condomínio. Após estabelecimento das normas é necessário comunicar amplamente a todos os condôminos sobre o que é permitido ou não nesse ambiente fixando um informativo nos elevadores e quadro de avisos.

Opte por equipamentos de qualidade e faça a manutenção periódica

Atenção à escolha dos equipamentos instalados, prezando sempre pela qualidade dos produtos e na segurança dos usuários. Ao equipar a academia do condomínio com aparelhos modernos, assim como exigir o uso adequado por parte dos moradores, o síndico ajuda a reduzir o risco de acidentes e gastos com manutenção recorrente.

Devido ao uso constante, os equipamentos podem sofrer desgastes, necessitando de uma manutenção com maior periodicidade. Por isso, devem estar planejados reparos de curto, médio e longo prazo.

Promova o controle e monitoramento dos acessos às áreas comuns do prédio

Promover o controle e monitoramento dos acessos às áreas comuns do prédio é essencial para gerenciar com eficácia o fluxo de entrada e saída de moradores nos espaços que são de uso coletivo. Como a academia em condomínio é um ambiente com bastante rotatividade de pessoas, é importante que o síndico disponha de uma tecnologia que permita que o fluxo de entradas e saídas sejam monitorados e registrados para acompanhamento de todos os eventos.