ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

Olimpíada valoriza imóveis em 200%

O Rio de Janeiro foi a capital brasileira com maior valorização dos imóveis nos últimos anos. A Copa do Mundo e a Olimpíada deram novo fôlego ao mercado imobiliário, mas a fase de euforia já passou.

Foi o anúncio sai, em 2009 para tudo começar a mudar. Transformações importantes vieram pra cidade e com elas, a disparada de preços. O mercado imobiliário foi um dos mais afetados. O Rio teve a maior valorização do país no período pré-olímpico.

“Estamos falando em média de 200% de valorização ao longo desses anos todos”, diz Leonardo Schneider, vice-presidente do Secovi Rio.

No centro da cidade, uma das regiões com mais melhorias, o metro quadrado está 220% mais caro. Na Barra, onde fica o parque olímpico, quase 140%, e no Leblon, 177%. Mas, em tempos de crise, o mercado esfriou.

Um apartamento de 65 metros quadrados que fica em um bairro nobre da zona sul do Rio de Janeiro teve alta no preço em 25% nos últimos quatro anos, mas na hora de vender, o dono baixou o preço. Resultado: 12% menor.

O diretor da imobiliária que fechou o negócio diz que negociar em tempo de crise virou regra no mercado imobiliário. “A negociação hoje é obrigação. Não existe mais valor fixo. Hoje todos os proprietários acabam negociando o valor”, aponta Paulo Dornelles, sócio-diretor da imobiliário Real Up.

O setor espera o que vem pela frente. Daqui a um mês, já sem Olimpíada, a aposta é na recuperação econômica do país.

“Temos que ser realistas, pé no chão, para passar esse momento e depois tentar recuperar e aproveitar algum legado de transformação que a cidade viveu, momento positivo dos jogos, possa transformar ou deixar alguma sementinha plantada para florescer na nossa cidade pós-Jogos Olímpicos”, afirma Leonardo Schneider, vice-presidente do Secovi-Rio.

Fonte: G1