ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

A história do Dia Internacional da Mulher

Em homenagem ao Dia da Mulher, comemorado, ao redor de todo o mundo, no dia 08 de março, resolvemos trazer esse assunto para a matéria de hoje, com informações de como essa data foi escolhida e consagrada, além das razões pela qual foi criada. Confira a seguir!

A verdade é que desde o século XX já havia a ideia de criar uma data festiva para a Mulher, principalmente na Europa e nos Estados Unidos, com o intuito de ressaltar e homenagear a luta das mulheres por melhores condições trabalhistas, qualidade de vida, direitos sociais etc.

Obviamente, muita coisa já foi conquistada, com o passar dos anos, pelas mulheres, que nem mesmo podiam votar, por exemplo. Ainda assim, não são raros os casos, por exemplo, de mulheres recebendo salários inferiores aos ofertados aos homens, mesmo em funções similares.

A data foi escolhida graças a diversos acontecimentos drásticos, que envolveram muitas mulheres, numa fábrica norte-americana. Em 08 de março de 1857, várias mulheres que trabalhavam numa indústria de tecidos, em Nova Iorque, fizeram uma grande greve.

Elas queriam melhorias nas condições de trabalho, incluindo a redução de horas de trabalho (de 16 para 10 horas diárias), igualação de salários entre homens e mulheres (as mulheres recebiam cerca de 1/3 dos homens, em funções semelhantes), além de respeito no ambiente de trabalho.

O protesto foi contido com extrema violência, e o que se sucedeu foi que várias mulheres que estavam no local foram trancafiadas dentro da fábrica de tecidos, e a fábrica foi, posteriormente, incendiada. Infelizmente, cerca de 130 mulheres morreram queimadas.

Só, então, numa conferência de 1910, em Copenhagen, na Dinamarca (Conferência Internacional das Mulheres Socialistas), o Dia Internacional da Mulher foi instaurado, em homenagem ao triste evento de 1857. A ONU (Organização das Nações Unidas), porém, só oficializou a data em 1975.

Outro dia 8 de março muito importante para as mulheres foi durante a Primeira Guerra Mundial, em 1917. Mulheres russas manifestaram por melhores condições de vida e de trabalho, contando com mais de noventa mil pessoas, no ato que ficou conhecido como “Pão e Paz”.

Com o intuito não só de homenagear as vítimas da tragédia, mas de comemorar a coragem e os direitos conquistados pelas mulheres, a data promove, até os dias de hoje, debates, conferências e reuniões por todo o planeta, a fim de discutir e analisar as contribuições femininas na sociedade atual.

Infelizmente, muitas mulheres continuam a sofrer a desvalorização e o preconceito, pelo simples fato de serem mulheres, tanto dentro de casa, como na sociedade, como também, é claro, em seus locais de trabalho. Mas essa data serve para conscientizar e comemorar a importância e os direitos das mulheres!