ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

Ferramentas para melhorar a comunicação no condomínio

A comunicação é um aspecto fundamental na convivência condominial, fazendo toda a diferença no modo, e até na rapidez, com que os assuntos e problemas são tratados e resolvidos. Falaremos, a seguir, sobre as ferramentas para melhorar a comunicação no seu condomínio!

De fato, a desinformação atrapalha não só a gestão do síndico, como também o convívio de todos os moradores. Boatos e fofocas não podem ter vez no prédio, e, para garantir isso, nada melhor do que manter a comunicação entre os condôminos sempre em dia.

Isso pode ser facilitado através de algumas dicas, que daremos a seguir. Confira:

 

  • Pessoalmente

 

Uma boa conversa é sempre indicada para resolver os conflitos que podem surgir no condomínio, principalmente os menores. Quando um síndico é abordado por algum morador, deve responder seus questionamentos e dúvidas. Caso não saiba (o que não é nenhum problema), deve informá-lo que pesquisará sobre o assunto, respondendo-o assim que puder. Busque ter, com todos os moradores, cordialidade e gentileza, melhorando as relações.

 

 

  • Comunicados impressos

 

O quadro de avisos nas áreas de grande circulação do condomínio pode ser um ótimo local para colocar recados, orientações e, até mesmo, dicas gerais. Para assuntos mais urgentes (como alertas de reunião, dedetização e interrompimento no fornecimento de água), o elevador é o melhor local, garantindo que, praticamente, 100% dos moradores vejam o recado. Já para situações como, por exemplo, comunicação de decisões do condomínio e aplicação de advertências, as cartas registradas são a melhor opção.

 

 

  • WhatsApp

 

Utilizar a tecnologia a nosso favor é ótimo não só para melhorar a comunicação entre todos, como para agilizar discussões e soluções. Por isso, proponha a criação de um grupo do WhatsApp, que deve ser um canal para mensagens rápidas e avisos de problemas (como elevador parado ou lâmpada quebrada), não para passar correntes e mensagens desnecessárias, pois isso faz com que as pessoas percam o interesse no grupo, deixando, inclusive, de visualizar as mensagens do mesmo.

 

 

  • Livro de ocorrências

 

Ele deve ficar, preferencialmente, na portaria, servindo para que os moradores registrem queixas e/ou sugiram mudanças. Portanto, todos os condôminos precisam ter ciência da existência e finalidade desse livro, e o síndico, lendo-o diariamente, consegue acompanhar reclamações, solicitações ou comentários diversos. É importante, também, responder cada mensagem, mesmo sem uma solução imediata, para que o morador saiba que você está ciente de seu recado e agindo com relação ao que foi escrito.

 

 

  • Reuniões e assembleias

 

Reuniões regulares devem ser feitas, para resolver pequenos problemas e/ou propor novas ações. Porém, é essencial que elas sejam curtas, tendo, previamente, suas pautas definidas, para que não se alonguem, tornando-se cansativas. As assembleias, por sua vez, têm caráter mais administrativo, sendo utilizadas para prestar contas, discutir orçamentos e falar de assuntos que se relacionam à Convenção e ao Regimento Interno.

 

Esperamos que, com essas informações e sugestões que trouxemos na matéria de hoje, você, colocando-as em prática, consiga melhorar a comunicação no seu condomínio, fazendo com que os assuntos fluam, os condôminos colaborem mais e os problemas se tornem mais fáceis de serem resolvidos.